15 fotos incríveis de Paris vista do céu para você se apaixonar ainda mais pela cidade

As fotos de Paris vista do céu causam sempre um grande impacto. Não há necessidade de falar muito, as fotos falam por si. Vejam agora essa seleção de fotos de Paris vista do céu para confirmar que Paris não precisa de filtro e nem de legenda. Vamos sonhar um pouco nesse lugar mágico?! Antes de mais nada, temos que dizer muito obrigado aos fotógrafos por esse lindo trabalho.

L’île Saint-Louis © Charles Platiau/Reuters

L’île Saint-Louis © Charles Platiau/Reuters
Place des Vosges © Charles Platiau/Reuters

Place des Vosges © Charles Platiau/Reuters
 

Gare du Nord © Charles Platiau/Reuters
Gare du Nord © Charles Platiau/Reuters
Musée du Louvre © Yann Arthus Bertrand
Musée du Louvre © Yann Arthus Bertrand
L’Arc de Triomphe – © Yann Arthus Bertrand
L’Arc de Triomphe – © Yann Arthus Bertrand
Le Centre national Georges-Pompidou © Charles Platiau/Reuters
Le Centre national Georges-Pompidou © Charles Platiau/Reuters
Le Palais du Luxembourg © Charles Platiau/Reuters
Le Palais du Luxembourg © Charles Platiau/Reuters
Les Invalides © Charles Platiau/Reuters
Les Invalides © Charles Platiau/Reuters
Montmartre © Charles Platiau/Reuters
Montmartre © Charles Platiau/Reuters
Notre Dame de Paris © Stéphane Compoint
Notre Dame de Paris © Stéphane Compoint
La Défense © Charles Platiau/Reuters
La Défense © Charles Platiau/Reuters

L’Arc de Triomphe © Charles Platiau/Reuters

L’Arc de Triomphe © Charles Platiau/Reuters

Tour Eiffel © Google Maps
Tour Eiffel © Google Maps
La Tour Eiffel © Charles Platiau/Reuters
La Tour Eiffel © Charles Platiau/Reuters

Fica a dúvida: Como não amar essa cidade cheia de história, encantos e beleza? <3


Ganhe tempo evitando as filas enormes, compre aqui o seu ingresso para algumas das atrações mais concorridas de Paris. Você vai receber o seu ingresso diretamente por email.

Você tem ideia de quanto custa a Torre Eiffel?

Vamos conhecer através dos números um pouco mais do monumento ícone de Paris e da França: A Torre Eiffel.  Inicialmente ela foi nomeada de Torre de 300 metros. Foi construída por Gustave Eiffel e seus colaboradores para a Exposição Universal de 1889. Exposição esta que se iniciou no dia 31 de março de 1889.  Ela está situada na extremidade do Campo de Marte (Champ-de-Mars). Este monumento parisiense, símbolo da França e da capital francesa foi o 3º lugar mais visitado do país com 6,7 milhões de visitantes em 2013.

Agora vamos para alguns números importantes para conhecer um pouco sobre a Dama de Ferro:

Fase de Estudos do Projeto Começo de 1884
Construção 1887 – 1889 (2 anos, 2 meses e 5 dias de obras)
Data de Inauguração 31 de março de 1889
Altura 324 m (300 metros de altura + 24 m de antenas)
Peso total 10 100 toneladas
Composição 18 038 peças metálicas
Número de degraus até o topo 1 665 degraus
Número de visitantes por ano  7 000 000
Número total de visitantes desde 1989 249 976 000

Pergunta interessante: Você tem ideia de quanto custa a Torre Eiffel?

Um estudo italiano estimou o valor dos melhores monumentos da Europa: todos eles juntos estão avaliados em 700 bilhões de euros. E a Torre Eiffel sozinha está avaliada em 434.66 bilhões de euros. Isso mesmo, aproximadamente 435 bilhões de euros, o que faz dela o monumento mais caro na Europa, muito à frente dos outros. A Torre Eiffel vale 5 vezes mais do que o Coliseu de Roma e corresponde a um quinto do PIB francês.

Daí já podemos imaginar o poder da Dama de Ferro, porém é válido lembrar que no momento do seu nascimento, ela não foi bem acolhida pelos parisienses. Alguns julgaram-na horrível. 47 opinistas, entre os quais estão: Guy de Maupassant, Alexandre Dumas, Charles Gounod, Victorien Sardou, Charles Garnier e outros que se definiam “amantes da beleza da Paris” protestaram contra a “elevação, no coração da cidade, da inútel e monstruosa Torre Eiffel”. Como imaginar Paris sem a Torre Eiffel? Vocês conseguem imaginar? Eu não!

Informações Práticas para chegar a Torre Eiffel:

  • Estação de Metrô mais próxima :
    (M)  Bir-Hakeim Linha 6
  • De RER (Trem) :
    (RER)  RER Champ de Mars – Tour Eiffel Linha do RER C
  • Para ter a melhor vista de longe :
    (M) Estação de Metrô Trocadero Linhas 6  9

5 excelentes motivos para aprender o francês

Aprender o francês é sem dúvidas um grande investimento em todas as áreas de nossa vida. Seja na profissional, pessoal ou acadêmica, em todas elas vamos ganhar muito com o aprendizado desse lindo idioma. Conseguir um bom emprego, viajar sem medo de ser feliz pela França (ou em qualquer outro país francofone) ou estudar em uma das melhores universidades francesas, tudo isso é possível para quem fala esse lindo idioma. Sem contar que o francês é um dos idiomas mais importantes na comunicação e nas relações internacionais em todo o mundo. Então para quem tem interesse em trabalhar em grandes organizações internacionais como a ONU, Unesco e etc, falar francês é mais que essencial. Pensando nisso, vamos compartilhar com vocês 5 excelentes motivos para você se interessar de verdade pelo aprendizado da língua francesa.

1 Comunicação a nível mundial

Hoje são mais de 274 milhões de pessoas espalhadas pelo mundo todo que falam o francês, dessas 212 milhões falam o francês diariamente.
80 Estados e Governos adotam o francês como idioma oficial ou alternativa e fazem parte da OIF (Organização Internacional da Francofonia). É o 9º idioma mais falado do mundo. 3º idioma de negócios do mundo. Vale lembrar que o francês é ensinado em todos os países do mundo, o que acontece apenas com o inglês. Além do mais, cerca de 200 milhões de pessoas aprendem francês como língua estrangeira, o que faz dela a segunda língua mais ensinada no mundo seguida do inglês. Há comunidades francófonas em 56 países e territórios. Então, falar o francês é ter a chance de se comunicar sem medo em qualquer lugar do mundo. Outra nota importante: o francês hoje é o segundo idioma mais usado na internet.

2 Vida acadêmica & profissional

Quando você aprende o francês você acaba melhorando o seu inglês, ou acaba facilitando o seu aprendizado do inglês também, pois boa parte do vocabulário inglês vem do francês. Quando você estuda o francês você tem facilidade em compreender vários vocabulários técnicos referentes a vários temas, tais como: Justiça, Política, História, Artes, Gastronomia e etc. O que facilita bastante a nossa vida acadêmica com pesquisas e etc. Sem falar que o francês estimula a memória e as funções cerebrais, o que acaba por favorecer o pensamento criativo e crítico, graças a sua lógica cartesiana. Então, investir no aprendizado do francês é ter a certeza de um ótimo investimento no campo acadêmico e profissional.

3 Facilidade no aprendizado de outros idiomas

Essa é uma boa notícia para nós que falamos o português: o francês é um dos idiomas que requer menos horas de formação até atingir um bom nível de proficiência, caso você já tenha conhecimentos de inglês o aprendizado é ainda mais rápido. Segundo o Defese Language Institute, para um aprendiz adulto são necessárias cerca de 720 horas de estudo para atingir o nível avançado, enquanto que para o aprendizado básico de árabe, chinês, japonês e coreano são cerca de 1000 horas de estudo. Sem contar que para nós, falantes do português, e para quem fala espanhol e italiano, o francês se torna um pouco mais fácil, uma vez que temos as mesmas raízes: o latim do Império Romano.

4 Bolsas de Estudo no exterior & Investimento de Carreira

Como já explicamos acima, quando aprendemos o francês acabamos por facilitar o aprendizado de outros idiomas. E já com um bom nível do idioma podemos concorrer a bolsas de estudos no exterior. Aqui na França existem várias bolsas de estudos para brasileiros, porém todas exigem um bom conhecimento da língua, geralmente o candidato precisa ter no mínimo o nível B2 (nível intermediário) e um bom histórico escolar. Sem contar que ter um diploma em uma renomada universidade francesa é, sem dúvidas, um grande investimento de carreira.

5 Compreender melhor o mundo e a sua diversidade cultural

Aprender o francês significa aprender a compreender melhor a diversidade cultural do mundo. O aprendizado desta língua nos ajuda a evoluir mentalmente. Você se torna uma pessoa de mente aberta e muito mais disponível tanto a nível pessoal, quanto profissional. Depois do aprendizado do idioma você já quer fazer a diferença no mundo e começar a trabalhar em grandes organizações internacionais como a ONU, a Unesco, a Anistia Internacional, ou então ser Diplomata. Lembrando que o francês é o idioma oficial em todas as agências das Nações Unidas e em grande número de organizações internacionais.

Voilà! Espero que tenham gostado dos 5 motivos para aprender esse idioma lindo.E então, quais são as suas motivações para o aprendizado da língua francesa? P.S: Pensando justamente nos amigos do blog que querem aprender um pouco mais de francês temos uma novidade: Vamos tentar ajudá-los com o novo projeto da página que está prestes a começar: aulas de francês de graça direto de Paris, então caso você queira participar inscreva-se no nosso canal no youtube> inscreva-se aqui . Em breve, vamos entrar em contato com todos os interessados. A intenção é ajudar quem precisa aprender o francês.  Merci à tous et à bientôt!

10 curiosidades sobre Paris que você precisa conhecer

Salut à tous. Acho super importante conhecer um pouco mais do lugar que vamos visitar antes mesmo de visitá-lo, não é verdade? Então, compartilho com vocês 10 curiosidades/informações sobre Paris para vocês aproveitarem ainda mais a Cidade Luz. Essas curiosidades e informações valem tanto para os iniciantes quanto para os mais experientes na cidade do amor, afinal conhecimento nunca é demais. Vamos lá!

1 Um pouco de história: A cidade medieval de Paris foi fundada na Ile de la Cité, quando a tribo gaulesa Parisii se estabeleceu em cerca de 250 aC. A região era rica em peixe e carne de caça. Lutécia (em latim: Lutetia) é o antigo nome da cidade de Paris. Esse nome foi dado à cidade pelos romanos, pois quando ali chegaram, não passava de uma vila de pescadores que viviam do rio Sena. Como o rio cobria a vila ao encher e deixava tudo coberto de lama ao secar, deram à cidade o nome Lutécia (Lutèce, em francês), que significa “lama” em latim. Logo depois passou a se chamar Paris em homenagem a tribo gaulesa Parisii.

2 É em frente a fachada principal de uma das catedrais em estilo gótico mais antigas da França, a Catedral de Notre Dame de Paris, localizada na praça Parvis, que se encontra a placa de bronze representando o ponto zero de todas as estradas francesas. Segundo a lenda quem pisa no Ponto Zero sempre volta por aqui. Então já sabem: não esqueçam de pisar no ponto zero que fica em frente a Catedral de Notre Dame! Lembrando que a Catedral teve sua construção iniciada no ano de 1163 e é dedicada a Maria, Mãe de Jesus Cristo (daí o nome Notre-Dame – Nossa Senhora), ela fica na pequena ilha Île de la Cité, cercada pelas águas do Rio Sena.

3 A Pont des Arts foi a primeira passarela construída em Paris, entre 1801 e 1804 essencialmente para pedestres. E ficou super conhecida mundialmente, pois os casais apaixonados deixavam seus cadeados com as suas iniciais gravadas.  Os cadeados ficaram conhecidos como cadeados do amor. Entretanto, em junho de 2015, a prefeitura de Paris retirou todos os cadeados da Pont des Arts. Motivo: Segurança, pois vários barcos passam por baixo da ponte e com o peso dos cadeados a ponte poderia ceder a qualquer momento. Na verdade uma pequena parte da ponte acabou cedendo mesmo, felizmente não aconteceu nenhum acidente. A título de informação cerca de 1 milhão de cadeados pesando 45 toneladas foram retirados da ponte no dia 1 de junho de 2015.

4 Para quem gosta de lindas vistas, da Basílica de Sacré Coeur (Sagrado Coração) tem-se uma das visões mais privilegiadas de Paris, sendo possível ver a cidade de uma distancia de até 50 quilômetros. A Basílica está localizada no ponto mais alto de Paris, no topo do monte Martre, no bairro de Montmartre, o bairro mais charmoso de Paris. Lembrando que a Basílica é branca pois foi construída com mármore travertino extraído da região de Seine-et-Marne.

5 O Arco do Triunfo foi construído por ordem de Napoleão, os 50 metros de altura por 45 de largura do Arco do Triunfo, em Paris, levaram quase trinta anos para ficarem prontos, de 1809 a 1836. A ideia era que os soldados do Exército republicano voltassem para suas casas passando por um arco que representasse sua vitória. Lembrando que o Arco do Triunfo é considerado um dos maiores arcos do mundo e lá de cima você tem uma vista incrível da cidade, porém para subi-lo você precisa encarar a escada tipo caracol com 284 degraus. Nada de preguiça, pois essa subida vale a pena mesmo.  

6 Detalhe da cúpula das Galeries Lafayette em Paris, durante este verão (jul/16). É a maior loja de departamento da cidade reúne grandes marcas nacionais e internacionais. E vale lembrar que as Galeries oferecem um terraço para desfrutar de uma vista linda da cidade, para acessar o terraço é só subir todas as escadas rolantes até o último andar e pronto. O acesso ao terraço é gratuito, mas durante o verão você pode tomar um copo no bar montado no terraço.

 

Louvre

7 O Museu do Louvre é o maior museu de Paris e possui as mais importantes coleções do mundo. Sem contar que é também o museu mais visitado do mundo. Antes de ser um museu ele era um palácio real. Hoje abriga quadros como a Mona Lisa de Da Vinci e estátuas como a Vênus de Milo e a Vitória de Samotrácia. E segundo a lenda, se você gastar 2 segundos em cada obra do Louvre, você vai levar apenas 8 meses para ver todas as obras do museu, só daí já podemos imaginar a quantidade de obras deste museu.

 

8 Em um passeio de barco pelo Sena você vai aprender muito mais da história de Paris através das suas pontes, por exemplo, a Pont Alexandre III, sem dúvidas é a mais bonita delas, foi inaugurada para a Exposição Universal de Paris de 1900, quando surgiu também a primeira linha de metrô da cidade. A ponte é considerada uma das pontes mais ornamentadas e extravagantes de Paris. Está classificada como um Monumento histórico francês e faz parte do conjunto arquitetônico formado pelo Grand Palais ePetit Palais.

Créditos Olivier Wong Instagram @wonguy974
Créditos Olivier Wong Instagram @wonguy974

 

9 Considerada como a mais bela avenida de Paris, a Champs-Elysées ( em português, Avenida Campos Elísios) liga o Obelisco da Place de la Concorde até a Place Charles de Gaule, onde está o Arco do Triunfo. Com os seus cinemas, cafés, lojas de especialidades luxuosas e árvores de castanheiros-da-índia, a Avenue des Champs-Élysées é uma das mais famosas avenidas do mundo e com aluguéis que chegam a € 1,1 milhão (USD 1,5 milhão) por ano, por 92,9 metros quadrados de espaço, ela continua a ser a segunda avenida mais cara em imóveis em toda a Europa, tendo sido recentemente (em 2010) ultrapassada pela Bond Street, em Londres.

10 A Torre Eiffel foi construída para a Exposição Universal de 1889, celebrando o centenário da Revolução Francesa (1789). Mas o que foi a Exposição Universal de 1889? Foi uma exposição que aconteceu em Paris de 6 de maio até 31 de outubro daquele ano. A exposição cobria uma área total de 0.96km² e o seu símbolo principal era a Torre Eiffel que servia de entrada para a exposição. Cerca de 28 000 000 pessoas visitaram a exposição, que incluía também o Palácio de Belas Artes e o Palácio das Artes Liberais. Casas chinesas, templos maias, pavilhões indianos, mesquitas e inúmeros pavilhões de colônias e países do mundo deleitavam os olhares dos visitantes.

Espero que tenham gostado dessas 10 curiosidades/informações sobre a cidade luz. Lembrando que em breve vamos começar o novo projeto da página: aulas de francês de graça direto de Paris, porque melhor do que viajar pra Paris é viajar falando o francês, então caso queiram participar se inscrevam no nosso canal no youtube> inscreva-se aqui . Estamos preparando todo o material para começar. Assim que estiver tudo pronto entraremos em contato com todos os interessados. Merci à tous et à bientôt!


Ganhe tempo evitando as filas enormes, compre aqui o seu ingresso para algumas das atrações mais concorridas de Paris. Você vai receber o seu ingresso diretamente por email.

Oui!

Francês é eleito o idioma mais sexy do mundo

O aplicativo de ensino de idiomas Babbel realizou uma pesquisa para saber qual a língua mais sexy do mundo. E os seus mais de 14 mil usuários do mundo inteiro responderam uma série de perguntas relacionadas ao tema e o resultado foi o seguinte:

Oui!

Em primeiro lugar, com 34,7% de preferência, o Francês foi escolhido como o idioma mais sensual do planeta. A pesquisa revelou também que os franceses são donos do sotaque mais bonito e alguns dos termos mais sensuais do planeta, como “amour”, “chérie” e “je t’aime”.

Em segundo lugar, com 24,4% das respostas, está o italiano, que tem o sotaque mais sensual para os franceses, espanhóis e suecos. E entre os termos mais sensuais estão “amore mio”, “ciao bella”, “ti voglio bene”, “ti amo” e “buona notte”.

Em terceiro lugar, entre as línguas mais sensuais do mundo está o espanhol, com 15,8% dos votos, quase empatado com o inglês, tanto dos Estados Unidos, como do Reino Unido. Foram escolhidos também os idiomas menos sensuais do planeta: Em ordem são eles: chinês, alemão e russo.

Todo mundo já sabia que o francês é de verdade uma língua charmosa e de uma simplicidade única que a torna muito chique. Agora a gente sabe que é a língua mais sexy do mundo também. Então vamos estudar a língua mais sexy do mundo? Se você quiser mais dicas e aprender um pouco mais de francês com a gente, temos uma novidade: Vamos tentar ajudá-los com o novo projeto da página que está prestes a começar: aulas de francês de graça direto de Paris, então caso queira participar se inscreva no nosso canal no youtube> se inscreva aqui . Estamos preparando todo o material para começar. Assim que estiver tudo pronto entraremos em contato com todos os interessados. Merci à tous et à bientôt!

3 excelentes motivos para você querer morar e estudar na França

Nem precisa falar em arte, historia, cultura, gastronomia. Isso todo mundo já conhece. Na verdade são diversos motivos para você querer morar e estudar na França. Se você ainda não se convenceu de que a França é o melhor destino para realizar seus estudos no exterior, veja abaixo apenas 3 dos vários motivos que podem te ajudar a se decidir.

1) A qualidade do ensino superior francês

A excelência do ensino superior francês é mundialmente conhecida. Apesar do aumento da competitividade de universidades de diversas regiões nos últimos anos, as universidades francesas sempre são bem avaliadas nos rankings internacionais. De acordo com ranking de Shanghai, por exemplo, a Université Pierre et Marie Curie, renomada no campo científico e na área das ciências médicas, está entre as 6 melhores universidades da Europa. Dentre as melhores escolas de comércio da Europa, a França ocupa a 1ª posição, conforme classificação do Financial Times.

Atualmente, existem 83 universidades públicas na França, as quais oferecem um ensino de alto nível por um custo relativamente baixo quando comparado com o das formações preparadas em outros países (aprox. 190 € por ano para Licence e aprox. 260 € por ano para Master). Essa é a principal vantagem que somente o ensino superior francês pode oferecer: formações de qualidade e financeiramente acessíveis. Isso só é possível porque, a cada ano, a França investe massivamente em ensino e pesquisa, destinando mais de 20% dos recursos do orçamento nacional à Educação.

2) Abertura internacional do ensino superior

A França é um dos países que mais recebem estudantes no mundo. Depois dos Estados Unidos (535.000) e da Grã-Bretanha (340.000), a França acolhe cerca de 280.000 estudantes por ano, o que representa 12% do efetivo total de estudantes em mobilidade internacional. Tal atratividade é reforçada pelo fato de a França adotar uma política de igualdade de tratamento entre estudantes franceses e estrangeiros. Todos os estudantes podem desfrutar dos mesmos benefícios sociais concedidos pelo Estado francês (seguro saúde, auxílio moradia e reduções no transporte), independente de sua nacionalidade.

bolsas de estudos para brasileiros na França

3) A qualidade de vida e cultura francesa contemporânea

Viver na França significa ter à sua disposição o melhor sistema de saúde do mundo, segundo classificação da Organização Mundial da Saúde. Graças a um sistema amplo e eficaz, os franceses apresentam um dos mais altos índices de expectativa de vida (77 anos para os homens, 84 para mulheres). Além disso, gozam de um regime de trabalho de 35 horas semanais, o que lhes permite dedicar muitas horas a diversas atividades de lazer, esporte, cultura e arte, assim como apreciar a sua renomada gastronomia, classificada como patrimônio cultural imaterial pela UNESCO.

Como a França faz fronteira com 9 países da Europa e dispõe de uma importante rede de transporte ferroviário e aéreo, além de morar em um país central onde acontecem importantes eventos e conferências internacionais, o estudante terá a oportunidade de conhecer as principais cidades europeias do chamado Espaço Schengen com somente um visto.

Por fim, estudar na França é a ocasião de aprender ou aperfeiçoar o francês, língua mais estudada depois do inglês e falada por mais de 250 milhões de pessoas. Pois é, só esses 3 motivos já são o suficiente para provar que a França é mesmo uma mãe. E pensando justamente nos amigos do blog que querem aprender um pouco mais de francês temos uma novidade: Vamos tentar ajudá-los com o novo projeto da página que está prestes a começar: aulas de francês de graça direto de Paris, então caso queira participar se inscreva no nosso canal no youtube> se inscreva aqui . Em breve, vamos explicar como vai ser o curso. A intenção é ajudar quem precisa aprender o francês. Merci à tous et à bientôt!

Outra informação importante que é válido ressaltar: Todo procedimento do visto francês você deve fazer pelo site do Campus France Brasil para quem ainda não sabe o Campus France é a agência governamental francesa responsável pela promoção do ensino superior, o acolhimento e a mobilidade internacional. Presente em mais de 80 países, foi implantado no Brasil em 1998. Todo o processo de visto estudantil para a França deve ser feito diretamente com eles.

 

 

 

Sacré-Coeur

Roteiro de 2 dias em Paris para você aproveitar muito a cidade luz

Agora vamos ajudá-los com um roteiro de 2 dias em Paris. Em 2 dias você consegue visitar muitos lugares legais da cidade luz. Já fizemos também um roteiro de 1 dia (veja aqui) para aqueles que só podem desfrutar de Paris durante um longo dia. Lembrando que o roteiro é só uma ideia, então você pode mudar a ordem dos monumentos, faça como você achar melhor, porém aproveite o máximo que puder.

Primeiro dia:

Escadas Rolantes do Centro Pompidou
Escadas Rolantes do Centro Pompidou

Comece o dia visitando o centro da cidade. Pelo Centro Georges Pompidou (para chegar: Place Georges Pompidou (rue Saint Martin) 75004 Paris – estação de metrô mais próxima: Rambuteau – Linha 11) – que é o museu de arte moderna de Paris, super famoso aqui na França e no mundo todo, com sua arquitetura super diferente. Vale a pena visitá-lo, mesmo que seja só para tirar algumas fotos do lado de fora. Lembrando que você pode subir pelas famosas escadas rolantes e tirar fotos incríveis do último andar do museu, a vista lá de cima é linda mesmo. Do Centro Georges Pompidou você vai seguir em direção a praça planejada mais antiga de Paris, a Place des Vosges, lá você vai conhecer uma das praças mais queridinhas dos parisienses e de quebra aproveite para visitar também a Casa de Victor Hugo, o autor de “O Concurda de Notre Dame”. Grande escritor francês. Ele viveu nesta casa por 16 anos e lá escreveu parte do livro super conhecido: Os Miseráveis. Só para lembrá-los que a entrada na Casa/Museu é gratuita. Então, não tem desculpas para não visitá-la. Após essa grande visita cultural, caso queira você pode conhecer também o Museu Carnavalet, que fica ali pertinho (6 min andando), é um museu muito interessante e o melhor: a entrada é gratuita também. Sem dúvidas, é um dos meus preferidos. Ele é totalmente dedicado à preservação da história da capital francesa desde suas origens até hoje. Então se você gosta de historia e quer conhecer mais de Paris, você tem que visitar o museu.

Carnavalet
Museu Carnavalet

Logo após essa longa viagem cultural, é hora de parar para almoçar. Por essa região, você vai encontrar vários restaurantes bons, escolha o que achar melhor e “bon app!” (bom apetite). Após o almoço, você vai seguir em direção a Prefeitura de Paris, em francês, Hôtel de Ville, aproveite para tirar muitas fotos. A prefeitura é linda mesmo. E caso venha no verão durante o período da Paris Plages, você vai ver que a praça em frente a prefeitura vira uma quadra de esportes. Siga em direção a Catedral de Notre Dame, um dos pontos mais visitados de Paris, você vai confirmar isso ao ver as filas enormes para entrar. Você não precisa pagar nada para entrar na igreja, agora caso queira outra vista linda de Paris você pode pagar para subir em uma das torres e tirar fotos lindas com as gárgulas de Notre Dame lá de cima. Um pouco escondida, porém praticamente em frente, do outro lado da avenida, lado esquerdo da Catedral de Notre Dame, você pode ir conhecer uma das livrarias mais famosas de Paris, a Shakespeare & Company, livraria anglo saxônica, muito conhecida dos parisienses, porém ela ainda está fora do circuito tradicional do turismo, hoje já está sendo muito freqüentada pelos turistas também.

Livraria Shakespeare & Company
Livraria Shakespeare & Company

 

Você precisa entrar nesta livraria, é mesmo bem interessante. Lembrando que os grandes escritores americanos eram freqüentadores assíduos deste lugar. Bem ali perto você tem também a Saint Chapelle, uma das igrejas mais visitadas de Paris também, que foi construída por Luis IX para guardar a “coroa de espinhos” usada por Jesus Cristo. Não preciso dizer o quão bonita é o interior dessa igreja. Você verá. Para terminar o seu dia com chave de ouro, você vai pegar a linha 1, na estação ao lado da prefeitura de Paris, Hôtel de Ville, em direção a La Défense (Grande Arche), até Charles de Gaulle-Étoile, você vai descer em Charles de Gaulle-Étoile para conhecer outro monumento histórico de Paris, o Arco do Triunfo e a famosa avenida Champs-Élysées. Dica para quem gosta de vista, assim como eu, encarar a subida dos 284 degraus do Arco do Triunfo para ver Paris do alto, principalmente com o pôr do sol, vale muito à pena. Depois aproveite para andar pela Champs-Élysées e conhecer a avenida e as várias lojas chiques. Você pode caminhar toda a avenida Champs até a Place de La Concorde, tirando fotos e fazendo vídeos e postando logo nas redes sociais utilizando o wifi gratuito oferecido pela avenida. Oh La La! Chegando na Praça de La Concorde você aproveita um dos pontos turísticos mais bonitos para ver o pôr do sol em Paris. Pronto. Você concluiu com sucesso o seu primeiro dia em Paris.

Place de La Concorde
Place de La Concorde

Segundo dia:

Louvre
Louvre

Para o seu último dia em Paris que tal começar com uma viagem histórica pelas mais de 35 mil obras do Museu do Louvre? Então, prepare as pernas para uma grande caminhada em busca do conhecimento. Lembrando que o museu abre às 9h, então chegue uns 30 minutos antes para evitar muita fila. E não se esqueça de reservar pelo menos 4h do seu dia para conhecer o museu. Logo na entrada do museu você pode pegar o mapa em português com a localização de todas as obras, isso já facilita bastante a nossa vida. Então, entre e pegue logo o seu mapa e veja quais as obras que você quer ver mesmo. E voilà, pode começar a aventura. Não esqueça da #selfie com a Mona Lisa. Logo após a saída do museu, depois de horas andando o melhor a se fazer é sentar para almoçar, então escolha algum restaurante ali por perto mesmo, como você achar melhor.

Logo depois do almoço, você vai conhecer o bairro mais charmoso de Paris, Montmartre. Você vai pegar o metrô na Estação Palais Royal – Musée Du Louvre (a entrada dessa estação é uma verdadeira obra de arte) – linha 1 – em direção a La Défense – e vai descer na estação Charles de Gaulle-Etoile. Você vai trocar de linha e pegar a linha 2 em direção a Nation e vai descer na estação Anvers. (Trajeto de 27 min).

Sacré-Coeur
Sacré-Coeur

Logo na saída da estação Anvers, você já pode ver a basílica do Sagrado Coração (Sacré-Coeur), um lindo templo da Igreja Católica Romana em Paris, é também o símbolo do Bairro de Monte Martre (Montmartre em francês). A igreja está localizada no topo do Monte, que é o ponto mais alto da cidade. É recomendável pegar o Funiculaire que te leva ao topo do Monte (custa o valor de 1 ticket de metrô – 1,90 euros). Então você já pode imaginar que a vista da cidade de lá é linda mesmo. Nesta área você precisa conhecer a Sacré-Coeur, dar uma passadinha no “Muro dos Eu Te Amo”, na praça mais famosa de Montmartre “Place Du Tertre”. Para os amantes de filme, vale a pena conhecer o Café des Deux Moulins, o café de Amélie Poulain e o Moulin Rouge, que fica ali pertinho também.

Café de Amélie Poulain
Café de Amélie Poulain

Depois de conhecer todos esses lugares incríveis chegou a hora de visitar a estrela que mais brilha entre todas as estrelas de Paris, a Torre Eiffel. Você vai descer até a estação Pigalle (linha 2) pegar em direção a Porte Dauphine, vai descer na estação Charles de Gaulle-Étoile, nesta estação você vai pegar em direção a Nation e vai descer na estação Bir-Hakeim (Grenelle) de lá você vai caminhar 5 minutos em direção a Torre Eiffel. Super fácil de chegar. Pronto. Você vai se emocionar ao ver a linda Torre Eiffel. Caso queria suba à Torre e aproveite de uma vista de tirar o fôlego. Lembrando que Paris é linda de todos os ângulos, porém do alto da Torre Eiffel a gente confirma o quão Paris é linda mesmo. Aqui você conclui com sucesso a sua visita a cidade do amor.

Vista de Paris do alto da Torre Eiffel
Vista de Paris do alto da Torre Eiffel

 

 

francês para viagens

70 dicas de vocabulário básico de francês para viagem para você aproveitar ainda mais a sua estadia na França!

francês para viagens
francês para viagens

Bonjour à tous. Quando eu cheguei em Paris eu já tinha estudado a língua francesa, porém como não utilizava com frequência eu acabei esquecendo muita coisa, o que é normal. Quando você chega por aqui e procura palavras para falar e não consegue, você fica bloqueado e com vergonha e muito medo de falar besteira, você começa a falar baixo com medo de falar errado. Quem nunca passou por isso? No início eu passei muito por isso. Então, por esse motivo e para ajudá-los estou deixando aqui pra vocês 70 dicas de vocabulário básico de francês para viagem, assim vocês já vão conseguir falar um pouco em francês, sem grandes problemas. Vamos lá. On y va!

Saudações:

1 –  Bom dia – Bonjour (“bonjurr”) // utilizado o dia inteiro, da manhã até o pôr do sol, que depende da estação do ano pode chegar ser as 22h, então ainda tem gente falando bonjour até 21h. Eu acho estranho, mas já acostumei.

2 – Sendo uma mulher “bonjour Madame” (“bonjurr madame”, a pronúncia do “e” é bem fraca). O bonjour é formal, utilizado entre pessoas desconhecidos e principalmente, no ambiente de trabalho. 

3 – Sendo um homem “bonjour Monsieur” (“bonjurr mêssiê”). O bonjour é formal, utilizado entre pessoas desconhecidos e principalmente, no ambiente de trabalho.

4 – Boa tarde – Bon après-midi ou Bonne après-midi (bon apré-midi) . É raramente utilizado por aqui, pois o Bonjour dura o dia inteiro, até a noite cair. Como já disse antes, por exemplo, agora no verão o sol está se pondo por volta das 22h, então tem gente que até as 21h ainda fala o bonjour. Rs. Ah outro caso é quando você já viu a pessoa pela manhã, então já falou bonjour, neste caso você pode falar o bon après-midi ou quando você está se despedindo da pessoa logo no começo da tarde.

5 – Boa noite – Bonsoir (“bonsoar”). Quando já estiver escuro as pessoas automaticamente começam a utilizar o bonsoir. É utilizado no início da noite.

6 – Boa noite – Bonne nuit ( bone nuí). É utilizado para desejar uma ótima noite de sono, antes de ir dormir você fala bonne nuit.

7 – Olá – Salut – (“saliú” ) É informal, utilizado entre amigos e conhecidos. (“Saliú” – o biquinho francês vem desse som do U que não existe no nosso português). Vou mostrar para vocês como é a pronúncia nas nossas aulas no canal no youtube.

8 – Muito prazer – Enchanté(e) – (“anchantê”). Toda vez que você conhece uma pessoa nova sempre fale isso. 

9 –  Meu nome é… – Je m’appelle… (je mapéle…). É utilizado sempre que você for se apresentar. 

10 –  Como se chama? Comment vous appelez-vous ? (“comâm vu zapelê vu”)  Sempre utilizando a segunda pessoa do plural: vous, pois você ainda não é amigo e não tem intimidade com a pessoa. O vous é bem formal e mostra a distância e o respeito, caso você fale com a segunda pessoa do singular: tu, você corre o risco de passar por uma situação chata. 

11 –  Como está? Comment vas-tu? (“coman va tiu” – u com biquinho novamente) – se você conhecer a pessoa

12 – Como vai você – Comment allez-vous? (“coman talê vu”) mais formal, utilizado entre pessoas que não são muito próximas ou quando falamos com pessoas mais velhas).

13 – Muito bem, obrigado(a). Très bien, merci. (“trré bian, merrci”). O “r” em francês tem uma pronúncia particular, é um pouco complicado pra gente pegar, mas com o tempo e a prática a gente consegue. 

14 – E você – Et toi? (“Ê tuá”) ou e o senhor(a) ? Et vous? (“Ê vú”)

15 – Como vai o senhor(a)? Comment allez-vous? (“coman talê vú”) – Para pessoas que você não conhece.

16 –  Como vai (você) ? Comment vas-tu? (“coman va tiu” – dá-lhe biquinho!) – Para amigos e conhecidos.

17 –  Tudo bem? Ça va? Para amigos e conhecidos. 

18 –  Tenha um bom dia – Bonne journée (“bóne jurnê”) – é utilizado sempre na despedida, depois do bonjour você sempre fala o bonne journée para desejar um ótimo dia a pessoa.

19 –  Tenha uma boa noite – Bonne soirée (“bóne soarê”) – é utilizado sempre na despedida, para desejar uma ótima noite para a pessoa.

20 –  Tchau! Salut! (“Saliu” – o biquinho francês vem desse som do U que não existe no nosso português). Como já disse antes, acho estranho se despedir com o salut, mas aqui na França é normal. O salut para o olá e para o tchau! 

21 –  Adeus – Au revoir (“ô revoarr”)

22 –  Até logo – À tout à l’heure (“à tu tá lérre”)

23 –  Até breve / até à próxima – À bientôt (“à biantô”)

24 –  Até à vista – À plus! (a plus, neste caso você pronuncia mesmo o “s”, na maioria dos casos ele não é pronunciado).

Educação

25 – Obrigado(a) / Muito obrigado(a) – Merci / Merci beaucoup (mérci / mérci bôcu) – sempre utilize isso, sempre mesmo!

26 – Obrigado(a), igualmente – Merci, également (“mérci, egalemon”)

27 – Agradeço-lhe a sua ajuda – Je vous remercie de votre aide (“je vu remérci de votréde”)

28 –  Muito obrigado(a) por tudo – Un grand merci pour tout (“an grran mérrci purr tu”)

29 –  De nada  – De rien (dê rian).

30 – C’est gentil. C’est très gentil. (“Cê jonti” ou “Cê trré jonti”) / Expressão para agradecer pela gentileza quando alguém te ajuda com alguma coisa. P.S: É sempre bom falar isso. Mostra a sua educação em reconhecer a ajuda recebida.

31 –  Por favor – S’il vous plaît (“cil vu plé”)

32 –  Desculpe – Pardon (“parrdon”)

33 –  Com licença – Excusez-moi (“excuzê moá”) – sempre com a pronúncia do “zê” no final para mostrar que você está utilizando a 2a pessoa do plural – vous. 

34 –  Sinto muito / tenho muita pena – je suis vraiment désolé (“je sui vrréman dêsolê”)

35 – Desculpe o atraso – désolé d’être en retard (“dêsolê détre an retarr”)

36 –  Desculpe incomodá-lo – désolé de vous déranger (dêsolê de vu dêrrangê)

37 –  Não tem importância / não faz mal – ce n’est pas grave (“ce né pá grrave”)

38 –  Desejo-lhe uma boa viagem – Je vous souhaite un bon voyage (“je vu suéte un bon voiage”)

Indicações / Informações:

39 – Eu estou procurando: o metrô / o restaurante… / o hotel… / a estação de trem / o aeroporto – Je cherche (” je chérch”) : le metrô / le restaurant (“le restôrran”) /l’hôtel (“lôtél”) / la gare (“la gárr”) / l’aéroport (“laêrropórr”)

40 –  Onde posso pegar um taxi ? Oú puis-je trouver un taxi? (“u puije trruvê un taxí”)

41 –  Onde posso pegar o ônibus ? Oú puis-je prendre le bus? (“u puije prrendrre le bius”)

42 -Onde fica a rua / praça / avenida – Je cherche la rue / place / avenue (“je chérrch la riu / place / aveniu”)

43-  Eu gostaria de ir – Je voudrais aller (“je vudré alê”)

44 – Sabe onde fica – Savez-vous oú c’est (“savê vu u cé”)

45 – Vá: à direita / à esquerda / sempre em frente – Allez: à droite / à gauche / tout droit (“alê: à drroát / à gôch / tu drroá”)

46 –  Sim – Oui (uí)

47 –  Não – Non. 

48 – Desculpe, não entendi – Pardon, je n’ai pas compris (“parrdon, je nê pá comprrí”)

49 – Pode repetir? Pouvez-vous répéter ? (“puvê vu rêpêtê”)

50 – Pode falar mais devagar por favor ? Pouvez-vous parler plus lentement s’il vous plaît ? (“puvê vu parlê plu lanteman cil vu plé”)

51 – O senhor (a senhora) fala inglês / português / espanhol ? Parlez-vous anglais / portugais / espagnol ? (“parlê vu anglé, portiugué, espagnol”)

52 – Qual é o preço ? Combien ça coûte? (“combian ça cut”)

53 – Precisa de mais alguma coisa? Avez-vous besoin d’autre chose? (“avê vu besoan dôtrr chôz”)

54 – Sim, eu gostaria – Oui, je voudrais… (“uí, je vudré”)

55 –  Não, é tudo – Non, c’est tout (“non, cé tu”)

56 –  Vai pagar como ? Vous payez comment? (“vu peiê comon”)

57 – Vou pagar em dinheiro – Je vais payer en espèces (“je vá peiê an espéss”)

58 –  Vou pagar com cartão – Je vais payer par carte (“je vá peiê párr carrt”)

59 – Pode ficar com o troco – Gardez la monnaie – (Gardê la monê). Para comunicar ao garçom que ele pode ficar com o troco como uma forma de gorjeta. Lembrando que 0s 10% já estão incluídos na conta, então você não é obrigado a deixar gorjeta, mas caso você receba um bom tratamento no restaurante você pode agradar sim o garçom deixando uma gorjeta em agradecimento ao bom serviço prestado.

Restaurante:

60 – Gostaria de uma mesa para 2/3/4 pessoas – Je voudrais une table pour deux/trois/quatre personnes (“je vudré unn táble purr dê/trroá/quatrr perssónn”)

61-  Posso consultar o cardápio, por favor ? Puis-je avoir le menu, s’il vous plaît ?(puíje avoarr le meniu, cil vu plé”)

62 –  Vocês têm um menu do dia ? Avez-vous un menu du jour ? (“avê vu un meniu du jurr”) – o “menu du jour” (menu do dia) costuma ser uma ótima opção na França. Normalmente eles não são caros e incluem um prato principal e uma entrada ou sobremesa (ou os dois). É a melhor maneira de comer bem, bastante e barato

63- Você serve comida vegetariana? Avez-vous un menu végétarien ? (“avê vu un meniu vêgêtarian”)  Perguntando se o restaurante possui pratos vegetarianos. Isso é para os amigos vegetarianos, aqui em Paris não é tão difícil achar opções vegetarianas.

64 – Posso ter uma garrafa de água? Puis-je avoir une carrafe d’eau ? (“puíje avoárr unn carráff dô”) – A “carrafe d’eau” também é uma boa maneira de economizar durante sua viagem pela França. Em todos os restaurantes, simples ou chiques, você pode pedir uma garrafa de água grátis. É da torneira, mas é perfeitamente potável.

65 – Posso ter uma garrafa de água? Puis-je avoir une bouteille d’eau (une butei dô): neste caso é uma garrafa de água mineral, plate (pláte) sem gás ou avec gaz, com gás.

66 – Quero: uma cerveja, uma garrafa de vinho, uma coca cola, um copo de água, uma salada, uma sobremesa – Je voudrais: une bière, une bouteille de vin, un coca, un verre d’eau, une salade, un dessert (“je vudré: unn biérr, unn butéi de van, un coca, un vérr dô, unn salád, un dessérr”)

67 – Com ou sem gás? Plate ou gazeuse ? (“plát ô gazêse”)

68 – A conta por favor – L’addition s’il vous plaît (“ladiciôn, cil vu plé”)

69 – Onde fica o banheiro, por favor? – Où sont les toilettes, s’il vous plaît ? ( U son lê toalete,  cil vu plé)

70 – A comida estava deliciosa! Le repas était délicieux ! (“Le répá êtê dêliciô”). Aqui você vai parabenizar pela comida, que quase sempre está muito boa mesmo, não é a toa que a gastronomia francesa foi listada como Patrimônio Imaterial da Humanidade pela UNESCO desde 2010.

Voilà. Agora vocês já podem aproveitar a viagem mostrando um pouco do conhecimento do francês. Posso falar com propriedade que os franceses ficam super felizes quando os turistas tentam se expressar em francês, então não tenham vergonha, falem mesmo. Falem o máximo em francês, depois vocêm podem passar para inglês sem grandes problemas. O importante é começar a conversa em francês.

Por hoje é só, espero que tenham gostado. Se você quer mais dicas e aprender um pouco mais de francês com a gente, temos uma novidade: Vamos tentar ajudá-los com o novo projeto da página que está prestes a começar: aulas de francês de graça direto de Paris, então caso queira participar se inscreva no nosso canal no youtube> se inscreva aqui . Estamos preparando todo o material para começar. Assim que estiver tudo pronto entraremos em contato com todos os interessados.  Merci à tous et à bientôt!

 

Louvre

Roteiro de 1 dia em Paris para você conhecer o máximo

Essa dica é para quem só tem 1 dia na cidade do amor. Não esqueça de levantar super cedo e preparar as pernas para caminhar bastante. 1 dia é pouco, mas você consegue sim ver alguns dos principais monumentos da cidade.

Louvre
Louvre

Que tal começar o seu roteiro pelo museu mais visitado do mundo? O museu do Louvre. Ir a Paris e não ir ao museu do Louvre é imperdoável, mesmo que você não queira entrar para apreciar todas as obras que o museu dispõe você precisa ir até o Museu e tirar a famosa foto com a Pirâmide. Lembrando que o Louvre abre as portas às 9h e está fechado às terças. Não esqueça que as filas para entrar no museu são sempre enormes, então chegue com uns 30 minutos de antecedência e reserve 2h do seu dia para a visita do Museu e não esqueça a #selfie com a Mona Lisa de Leonardo da Vinci, a obra mais disputada para uma selfie. Ao sair do Museu você segue em direção ao Jardin des Tuileries que fica em frente ao Louvre. O jardim é lindo e atravessando ele você vai chegar na maior praça de Paris, a Praça de La Concorde, onde está o obelisco egípcio e ao redor vários prédios históricos e onde fica também La Grande Roue de Paris, a grande roda-gigante de Paris, para quem gosta de vistas do alto é uma boa opção, pois a vista do alto da roda-gigante é linda mesmo, principalmente a noite com a cidade toda iluminada.

Champs para pedestres
Champs-Élysees

Seguindo em frente você encontrar a avenida mais famosa de Paris e da França, ohhh Champs-Élysées. Aproveite para passear por ela e tirar muitas fotos e continue indo em frente em direção ao Arco do Triunfo. Lembrando que agora a Champs oferece wifi gratuito para os turistas, então aproveite a conexão gratuita para postar suas fotos nas redes sociais. Chegando ao Arco do Triunfo, caso você goste de vista do alto, suba e aproveite de outra vista linda da cidade. A vista de cima do Arco do Triunfo é linda mesmo. Vale a pena encarar os seus 284 degraus. Ufa! Faça o caminho de volta da Champs-Élysées em direção a ponte mais bonita de Paris, Pont Alexandre III, que já foi cenário de vários filmes e clipes, como o de Adele da música Someone Like You, aproveite a vista linda do Rio Sena e da Torre Eiffel e veja cada detalhe desta ponte, lembrando que neste trajeto você vai passar pelo Petit Palais e pelo Grand Palais, monumentos lindos também. Já no fim da Ponte você vai ver Les Invalides, outro monumento histórico que merece atenção. Em Invalides você vai pegar o Bus 63 em direção a Gare de Lyon e vai descer em Saint-Germain-des-Près, são 7 minutos de Bus, apenas 6 paradas e o melhor de tudo, ao pegar o bus você vai desfrutando da beleza de Paris, recomendo mais do que ir de metrô. Pronto, você chegou no Quartier Latin, região que mostra bem o charme francês, não esqueça de tirar muitas fotos nesta área. Agora é a parada para o almoço, escolha entre os vários restaurantes espalhados pela região. Tenho certeza que a dúvida será grande, pois são muitas opções, veja a que cabe melhor para você.

Catedral de Notre Dame
Catedral de Notre Dame

 

Depois do almoço, siga pelo Quai Saint Michel que fica às margens do Rio Sena. Você vai atravessar a Ponte Petit Pont e logo vai ver a Catedral de Notre Dame, linda e majestosa. Não esqueça de pisar no Ponto Zero de Paris para garantir a sua volta a cidade do amor. Diz a lenda que quem pisa no Ponto Zero de Paris sempre volta.O ponto Zero fica bem em frente a Catedral.

Ponto Zero de Paris.
Ponto Zero de Paris

Lembrando que a fila para entrar na Catedral é enorme todo tempo, uma vez que a entrada é gratuita. Então vale a pena encarar essa fila para fazer uma oração nessa igreja linda. Depois da sua visita a Catedral você vai pegar a sua direita em direção a Prefeitura de Paris, Hôtel de Ville, em francês. É outro monumento histórico que merece atenção. Caso você venha no verão você vai aproveitar um pouco da Paris Plages, evento realizado pela Prefeitura, no qual uma praia artificial é montada às margens do Rio Sena com várias atividades para crianças e adultos. Você vai ver que a praça em frente a prefeitura se transforma em uma área esportiva. É bem legal mesmo. Ok. Agora é hora de finalizar esse dia cheio de emoções com a Rainha de Paris, a Torre Eiffel. Para chegar até a Torre você vai pegar o metrô na estação Hôtel de Ville, linha 1, em direção a La Defénse até a Estação Franklin D. Rooselvelt, você vai descer na Franklin D. Roosevelt e pegar a linha 9, em direção a Pont de Sèvres e você vai descer na estação Trocadèro. Pronto. A estação de Trocadéro só tem 1 saída e a Torre está indicada em várias placas, então não tem como se perder. Ao sair da estação de Trocadéro, você continuar seguindo em frente e passar pelo Cité de l’Architecture et du Patrimoine, que é um dos museus que fica no Palais de Chaillot, você vai virar a esquerda e voilà, você já pode começar a se preparar para se emocionar e tirar muitas e muitas fotos do ponto mais bonito para ver a Torre Eiffel. Lembrando que de hora em hora a Torre brilha durante 5 minutos. Ah e dependendo do horário e da coragem você pode ir em direção a Torre e aproveitar para subi-la. Nem precisa falar que vista maravilhosa você vai desfrutar do alto da Torre, lá você vai confirmar que Paris é sim a cidade do amor e das luzes. Pronto. Você aproveitou com sucesso o seu único dia na cidade mais romântica do mundo.

Torre Eiffel vista do Trocadéro


Ganhe tempo evitando as filas enormes, compre aqui o seu ingresso para algumas das atrações mais concorridas de Paris. Você vai receber o seu ingresso diretamente por email.

Brasileiros podem se candidatar a mais de 200 bolsas de estudos na França

bolsas de estudos para brasileiros na França
bolsas de estudos para brasileiros na França

Essa dica é para quem quer estudar fora e ainda não tem dinheiro para realizar esse sonho. Como eu sempre falo, a França é uma mãe e como mãe oferece muitas coisas boas para os seus filhos, como por exemplo, bolsas de estudos para franceses e também para brasileiros. Então para quem realmente quer vencer na vida vale tentar uma bolsa de estudos na França. Vale lembrar que é fundamental ter um bom nível de francês para conseguir uma bolsa de estudos por aqui. E um detalhe importante: a cada 3 estudantes que escolhem fazer os seus estudos na França,  1 fica definitivamente no país.  Um sonho mais que perfeito, não é mesmo?

Para encontrar informações sobre as bolsas, visite o site do Campus France Brasil, agência do governo francês para promoção do ensino superior na França. O Campus France desenvolveu uma ferramenta de busca para estudantes estrangeiros – basta indicar sua nacionalidade, área e nível de estudos.

A ferramenta possui informações sobre bolsas oferecidas pelos governos francês e de regiões francesas, pela União Europeia e pelo governo brasileiro, além de programas desenvolvidos por organizações internacionais não-governamentais e também instituições de ensino. Cada bolsa tem critérios específicos, que são informados nos editais.

Para quem procura opções de graduação e pós-graduação, é importante saber que, mesmo sem bolsa, estudar na França pode ser mais barato. Não há distinção entre estudantes franceses e estrangeiros. Os brasileiros pagam a mesma taxa de matrícula que os franceses.

Todas as universidades são públicas e têm o mesmo nível de qualidade. O governo francês toma a seu cargo 90% do custo do ensino.

Só lembrando que o anuidade das Universidades francesas é de 200 a 400 euros. Escolas de Engenharia 600 euros. Escolas de Arquitetura 400 a 900 euros. Escolas privadas 5.000 a 12.000 euros.

Os estudantes contam ainda com a possibilidade de morar em residências universitárias, a preços mais baixos, e podem pedir auxílio-moradia ao governo.

Mais informações pelo site do Campus France Brasil para quem ainda não sabe o Campus France é a agência governamental francesa responsável pela promoção do ensino superior, o acolhimento e a mobilidade internacional. Presente em mais de 80 países, foi implantado no Brasil em 1998. Todo o processo de visto estudantil para a França deve ser feito diretamente com eles.

Pensando justamente nos amigos do blog que querem aprender um pouco mais de francês temos uma novidade: Vamos tentar ajudá-los com o novo projeto da página que está prestes a começar: aulas de francês de graça direto de Paris, então caso queira participar se inscreva no nosso canal no youtube> se inscreva aqui . Em breve, vamos explicar como vai ser o curso. A intenção é ajudar quem precisa aprender o francês. Merci à tous et à bientôt!