Curiosidade histórica

Por que o dia dos namorados é comemorado no dia 12 de junho no Brasil e no dia 14 de fevereiro na França?

Salut les amis. Hoje trago pra vocês um post de uma curiosidade histórica: Por que temos datas diferentes para comemorar o dia dos namorados nas duas nações do meu coração – Brasil e França? Vamos entender…

Primeiramente é preciso citar que o dia dos namorados é uma data apenas comemorativa, digo não oficial, logo nada de feriado, nem aqui na França, nem no Brasil. Uma data destinada aos apaixonados, pretendentes, casais de namorados. Uma data meramente comercial, afinal amor é vida e vida deve ser celebrada todos os dias e sempre.

Em todos os lugares, a tradição é quase a mesma: troca de declarações de amor, de presentes, flores, bombons e muito mais, entre namorados ou pessoas que se amam. No Brasil, a data é comemorada em 12 de junho. Aqui na França, a comemoração ocorre em 14 de fevereiro : Dia de São Valentim– la SaintValentin.

Origem do Dia de São ValentimHistória da data

A comemoração de São Valentim remonta o Império Romano. Um bispo da Igreja Católica, chamado São Valentim, foi proibido de realizar casamentos pelo imperador romano Claudius II.

Reconstrução facial em 3D feita por Cícero Moraes a partir de fotografias do crânio de Valentin de Terni por José Luís Lira e obras do antropólogo forense Marcos Paulo Salles no Instituto Forense do Rio de Janeiro.

O imperador Cláudio II, durante seu governo, proibiu a realização de casamentos em seu reino, com o objetivo de formar um grande e poderoso exército. Cláudio acreditava que os jovens, que não tivessem família, ou esposa, iam alistar-se com maior facilidade.

Entretanto, o bispo desrespeitou a ordem do imperador e continuou com as celebrações de matrimônio, porém de forma secreta. A prática foi descoberta e Valentim foi preso pelos soldados e condenado à morte. Enquanto estava na prisão, muitos jovens jogavam, em sua cela, flores e bilhetes, dizendo que ainda acreditavam no amor e no casamento.

Entre as pessoas que jogaram mensagens ao bispo estava uma jovem cega, Artérias, filha do carcereiro, a qual conseguiu a permissão do pai para visitar Valentim. Os dois acabaram apaixonando-se e, milagrosamente, a jovem recuperou a visão. O bispo chegou a escrever uma carta de amor para a jovem com a seguinte assinatura: “de seu Valentim”, expressão utilizada até hoje aqui na França.

O bispo Valentim, depois da condenação de morte, acabou sendo decapitado em 14 de fevereiro do ano 270. Entretanto, desde 1969 sua data não é mais celebrada oficialmente pela Igreja Católica em função da precariedade de comprovações históricas.

Em sua homenagem, o dia 14 de fevereiro passou a ser destinada aos casais de namorados e ao amor. A comemoração passou a ser realizada todo 14 de fevereiro, principalmente, na Europa e, posteriormente, no século XVII, nos Estados Unidos.

São Valentim em 3D

Em 13 de fevereiro de 2017 foi anunciada e apresentada ao mundo a face de São Valentim, reconstruída pelo designer 3D brasileiro Cícero Moraes a partir de fotos do crânio produzidas em Roma pelo hagiólogo brasileiro José Luís Lira. O rosto de São Valentim foi reconstruído através de técnicas de modelagem e aproximação facial forense em um processo que levou 3 meses de trabalho.

Etapas da reconstrução facial de São Valentim

Dia dos Namorados no Brasil

No Brasil, a data apresenta uma história bem diferente, pois está relacionada ao frei português Fernando de Bulhões (o famoso, Santo Antônio). Em suas pregações religiosas, o frei sempre destacava a importância do amor e do casamento. Em função de suas mensagens, depois de ser canonizado, ganhou a fama de “santo casamenteiro”. Portanto, no Brasil foi escolhida a data de 12 de junho por ser véspera do dia de Santo Antônio (13 de junho). Vamos entender…

Dia dos namorados à brasileira: criação do publicitário brasileiro João Doria

A criação do Dia dos Namorados em data diferente da comemorada no exterior deu-se quando João Doria era presidente de uma empresa publicitária que representava a Exposição Clíper, uma conceituada loja da década de 1940 em São Paulo. Para alavancar a vendas no mês de junho, que não tinha nenhum feriado comercial, ele criou o slogan “não é só com beijos que se prova o amor”. A data escolhida foi 12 de junho, segundo ele o dia antecede a comemoração de Santo Antônio, considerado o santo casamenteiro na cultura portuguesa. Com isso a empresa conseguiu um prêmio de agência do ano.

Vocês conseguiram perceber que no Brasil a data é puramente comercial? Uma ação de publicidade que deu super certo e a data ser um dia antes do santo casamenteiro, Santo Antônio, foi uma excelente jogada. Enquanto que no resto do mundo, a data corresponde ao acontecimento histórico do dia 14 de fevereiro e a relevância do São Valentim e o que ele pregava: o amor & o casamento.

Voilà, voilà, les amis. Agora vocês sabem o porquê temos duas datas diferentes, mas como disse anteriormente, vamos celebrar o amor todos os dias, pois todo dia é dia de celebrá-lo. Aproveito pra ensinar que em francês, a gente diz: “joyeuse Saint- Valentin”, no feminino porque a gente diz “joyeuse fête de la Saint-Valentin”. Então, feliz dia dos namorados para todos os enamorados. <3

Erlon, guia oficial em Paris.
Instagram @igparisiloveyou #igparisiloveyou

2 comentários sobre “Por que o dia dos namorados é comemorado no dia 12 de junho no Brasil e no dia 14 de fevereiro na França?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *